Este é um livro que não te vai deixar indiferente! Peter, o herói – e que herói! – é mesmo um cabeça no ar! Imagina só que tinhas o poder de fazer desaparecer as coisas, as pessoas – melhor é não te perguntar quem farias desaparecer!!! Imagina como será estar dentro do corpo de um gato…. E se conseguisses desmascarar o rufião da tua escola que julga ser o maior?

O pior é que os adultos, o mais das vezes, não compreendem que o sonho é que comanda a vida. São tantas as vezes que nos dizem: “És um cabeça no ar!” Apetece mesmo responder-lhes com este belíssimo poema da autoria de Manuel António Pina:

As coisas melhores são feitas no ar

As coisas melhores são feitas no ar.
Andar nas nuvens, devanear,
voar, sonhar, falar no ar,
fazer castelos no ar
e ir lá para dentro morar.
Ou então, estar em qualquer sítio, só a estar:
a respiração a respirar,
o coração a pulsar,
o sangue a sangrar,
a imaginação a imaginar,
os olhos a olhar
(embora sem ver).
E ficar muito quietinho a ser,
os tecidos a tecer,
os cabelos a crescer.
E isto tudo a saber
que isto tudo está a acontecer!
As coisas melhores são de ar
só é preciso abrir os olhos e olhar,
basta respirar!