Era uma vez um rei, com todas as virtudes que um rei deve ter. Não havia outro que se lhe comparasse. Um dia, um dos seus criados foi contar-lhe que ouvira o conselheiro cantar estranha cantiga. O rei logo mandou chamar o conselheiro, e disse-lhe que para pessoas assim só havia um castigo: a morte. Ele, o rei, concedeu ao conselheiro umas horas de vida. Se a sua filha conseguisse responder à adivinha do rei, o conselheiro seria um homem livre.

    Qual será a adivinha?

    Será que a filha do conselheiro vai conseguir responder-lhe?

    Queres descobrir? Lê este livro! Vais adorar!

    Inês Gama,  5ºB