Era naquela semana que se iria disputar a final da taça dos campeões entre o Ratónia Futebol Clube e o Roedorix Futebol Clube e de uma coisa temos a certeza: a família Stilton é fã ferrenha do clube de futebol de Ratónia porque o avô do Gerónimo é o presidente do dito clube.

Certa noite, o avô do Gerónimo chamou toda a família Stilton para lhes dizer que o Cruzanto Cruza tinha desaparecido misteriosamente. Ficaram todos chocados e o avô pediu voluntários para ajudar a encontrar o capitão da equipa de futebol que logo se ofereceram para ajudar o Esparrela, a Tea, o Benjamim e a tia Glória.

O avô mandou os cinco para a bicicleta. O Gerónimo sempre habituado ao trabalho de jornalista e pouco dado a coisas do desporto, ficou cansado em pouco tempo. Quase não conseguia chegar ao Pico Fedorento que era o lugar onde se ia realizar o jogo de futebol.

Quando finalmente lá chegaram, o Gerónimo teve de vestir uma das roupas do Benjamim porque o Esparrela havia escondido na roupa de Gerónimo um frasco com mel.

Pouco tempo depois, Gerónimo escorregou numa caixa de bombons, caiu na lama e ficou com o pêlo cinzento. Qual não foi o espanto de todos quando se aperceberam que este parecia o Cruzanto Cruza; com uns pormenores não deixava dúvidas. Então todos decidiram que era boa ideia fazer passar o Gerónimo disfarçado, pelo capitão da equipa.

Deste modo, o avô falou com o treinador e ele concordou treinar o Gerónimo, e ele treinou tanto, viu todos os vídeos do capitão que de manhã parecia que estava morto. O problema pôs-se quando se aperceberam que o Gerónimo não podia usar óculos e nem sequer via uma parede à sua frente.

Finalmente chegou o dia da finalíssima entre o Ratónia e o Roedorix e nem sinal do capitão de equipa.

O jogo começou e parecia que o Cruzanto Cruza estava a jogar bilhar, nada saía bem e tudo por culpa do falso capitão, ou seja o Gerónimo que não conseguia ver “ uma casca de queijo”.

Queres saber como terminou este jogo? Será que o verdadeiro Cruzanto apareceu e os raptores foram descobertos?

Então não percas tempo e requisita este emocionante livro!

Nelson  Vieira da Silva