Este livro fala de três jovens, a Joana, o Joel e o Jorge que ganharam uma visita de estudo a Lisboa.

   Os  três jotas foram num autocarro muito velho, por isso demoraram muito tempo, mas chegaram; pelo caminho, a professora Isabel já falava sobre os monumentos mais importantes.

   Quando chegaram, os três jotas ficaram instalados num lar da juventude. Como estavam cansados e cheios de fome, logo que comeram foram descansar, pois tinham uma visita logo de manhã ao mosteiro dos Jerónimos. Quando estavam na fila para entrar no mosteiro dos Jerónimos, viram alguém estranho, um rapaz com um carrinho de bebé. O mais estranho foi o que o Jorge viu: ele viu que o bebé tinha os olhos vermelhos.  Então, quando entraram, o Jorge estava sempre atento ao carrinho de bebé e, quando o rapaz se sentou, ele foi para trás de uma coluna para espreitar. De repente, apareceu uma mulher loira que tira da sua mala um spray, borrifa o rapaz e leva o carrinho a correr.  O Joel e a Joana, que tinham-se juntando a ele, pois deram pela falta dele no grupo, ajudaram-no. Eles os dois ficaram ao pé do rapaz e o Jorge foi atrás da tal mulher, mas ela entrou numa furgoneta que a esperava e arrancou imediatamente, só que travou logo de repente, pois um velho de bicicleta atravessou-se à sempre da furgoneta. Então o Jorge imediatamente abriu a mal e retirou o carrinho de bebé e foi a  correr para o jardim do mosteiro. Ele, já escondido por detrás de umas moitas, retirou o pano de carrinho  para ver se estava tudo bem com o bebé, mas ficou surpreso quando viu que…

  Afinal, o que se estará a passar? Lê este livro e prepara-te para momentos de grande “suspense”! 

Vera Patrícia, 6º A