João era um rapaz normal,  como todos os outros da sua idade, a única diferença era que andava num colégio chamado “Armas de Portugal” como aluno interno. Tinha uma namorada com quem mantinha uma relação calma, mas, vendo as circunstâncias, um pouco distante, pois só estavam juntos ao fim-de-semana e pouquíssimo tempo.

    Um dia, algo de estranho aconteceu na biblioteca do colégio, e o seu melhor amigo, Guilherme, morreu…  Depois da emergência médica e dos encarregados de educação serem chamados, João desapareceu. Depois de uma noite e um dia a vaguear por entre as ruas, foi parar a uma esquadra da polícia onde se entregou, afirmando ser o culpado pela morte de um dos únicos e seu melhor amigo.

    Ninguém acreditou na afirmação do João e todas as testemunhas diziam ser um acidente.

    Este livro que acaba em lágrimas mas alegres, terá um fim não muito esperado e com muito sofrimento por parte do João. Se quiserem desvendar este mistério e descobrir quem realmente matou Guilherme, leiam o livro e entrem nas tristezas e vidas de todos os personagens…

Rafaela Amâncio, 6º C