Nesta história, conhecemos um menino chamado Henrique que viveu uma grande amizade e uma inesperada aventura.

Um dia, o seu pai trouxe para casa uma cabra e Henrique tinha ficado com a tarefa de ser seu dono. Chamou-lhe Pernas Tortas e levava-a diariamente a pastar. Certo dia, ela fugiu para o quintal do Chico da Juliana, um homem velho arrogante que ainda mais furioso ficou quando soube que a cabra lhe comera a sua colheita.

Henrique preferiu ir desculpar-se ao Chico da Juliana que, inesperadamente, o perdoou e os dois ficaram amigos.

Depois deste acontecimento, Henrique visitava várias vezes este novo amigo e descobriu que ele afinal era um grande artista. Naquela altura, andava a fazer uma escultura de um anjo, que pedira a Henrique para o colocar na sua campa quando este falecesse. E assim aconteceu: quando o amigo partiu para o outro mundo, Henrique cumpriu a promessa com as suas próprias mãos e lá foi colocar o anjo azul no cemitério, demonstrando assim o valor de uma grande amizade.

Passados alguns dias, aconteceu nova peripécia na vida de Henrique. Foi quando o Abílio e o Zé Courinho, dois rapazes que admiravam a Otília, a irmã do Henrique, disputaram o amor da rapariga.

Queres saber qual deles foi o pretendido?

Posso ainda adiantar que houve uma fuga no dia do casamento de Otília. Quem seria?

Queres saber o que aconteceu mais na vida deste pacato rapaz?

Lê esta história que certamente te interessará. Podes encontrá-la na nossa biblioteca.

João Rodrigues