“ Cartas aos Heróis” de José Jorge Letria trata-se de um livro em que é o próprio autor a escrever cartas aos seus heróis de infância expressando os seus sentimentos escrevendo aos heróis: Gulliver,  Ivanhoe, Robin dos Bosques, Alice, Peter Pan,  D. Quixote,  Pinóquio, Ulisses,  Cyrano de Bergerac,  Branca de Neve,   Lazarilho de Tormes,  Principezinho,  Super-Homem,   D ’artagnan,   Buffalo Bill,  Sindbad, Tarzan e  Aladino.

    O autor escreveu as cartas para estes heróis porque para ele estes heróis simbolizam a alegria, a coragem, a imaginação, o gosto da aventura, a poesia, o prazer de rir, a festa de viver. São heróis, no fundo, porque são tudo aquilo que nós sonhamos ser.

    Quando o autor escreve, como por exemplo a Gulliver, ele particulariza o ser o gigante e ao mesmo tempo o anão dos seus sonhos. A Peter Pan, ele particulariza de que era o pássaro cor de prata, o menino voador dos seus sonhos mais antigos. A Cyrano de Bergerag o autor particulariza o facto de ser corajoso, poeta, soldado valente, espadachim temível e homem de sentimentos do tamanho do mundo.

    De todas as cartas que o autor escreveu, a que mais gostei foi a do Principezinho. Apreciei muito a forma como o autor se dirigiu ao Principezinho.”Eu já vi um livro a falar de ti e do escritor, Antoine de Saint-Exupéry, um aviador-poeta que eu nunca cheguei a conhecer, mas que incluo no grupo dos meus maiores e mais queridos amigos.

    O autor também refere que estas cartas podem ser lidas pelos mais novos, ainda em fase de descoberta dos heróis, ou pelos mais velhos, que não deixaram de acreditar nos valores que os heróis representam.

José Braz