z7frmpgknr6uee3trym7iald   O livro que li tem como título Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, do escritor Michel Tournier.

   Robinson era um comerciante inglês, de York, que deixou a sua mulher e dois filhos, e partiu numa viagem num barco chamado “Virgínia” para fazer trocas comerciais com o Chile. Após uns dias de navegação, houve uma grande tempestade e o barco em que navegava naufragou. O capitão, toda a tripulação e materiais foram levados pelas gigantescas vagas. O único sobrevivente foi Robinson que acordou, um pouco magoado, numa praia de uma ilha deserta. Começou, então, a explorar a ilha, mas sempre com um enorme desejo de voltar para junto da sua família. Quando, ao longe, avistava um barco corria a fazer uma fogueira ou a colocar lume num enorme tronco que parecia uma tocha, visível a muitos quilómetros de distância, para ser visto. Depois, com materiais do “Virgínia”, começou a construir um barco, ao qual deu o nome de “Evasão”. Porém, apercebeu-se que construiu o barco na praia e não o conseguiu levar para o mar. Desistiu dos trabalhos e começou a civilizar a ilha. No meio dos destroços do barco, Robinson encontrou o seu cão Tenn e este ficou todo feliz por voltar a ver o seu dono. Robinson, tentando viver como numa civilização, fez construções, cultivou campos, domesticou animais selvagens, fez leis para ele cumprir, nomeou-se governador e deu um nome à ilha “Speranza”.

   Certo dia, aparece um grupo de índios na ilha a fazer os seus rituais e iam matar um índio. Este, perseguido por outros dois índios, começara a correr e Robinson ajuda-o a fugir e acolhe-o na ilha. Quando os índios foram embora, Robinson dá-lhe o nome de Sexta-Feira, (pois foi acolhido numa sexta-feira) ensina-lhe regras de civilização e passa a ser seu grande amigo e empregado. Mas Sexta-Feira não entendia por que razão tinha de viver com todas aquelas regras e, por vezes, não obedecia ao seu governador. Um dia, Robinson vai até a uma gruta descansar e pensar e Sexta-Feira logo começou a fazer asneiras. Começou a fumar e quando Robinson apareceu chamou por ele e Sexta-Feira atirou o cachimbo para cima de uns barris de pólvora, provocando uma enorme explosão, que destruiu toda a ilha e matou o velhinho Tenn.

   A partir daí, os dois passaram a viver como selvagens. Sexta-Feira ensinou a Robinson a construir coisas à maneira dele, novos cozinhados e também a comunicar por gestos. Um tempo após, Sexta-Feira, com o seu óculo, avistou ao longe um barco a vir em direção à ilha e foi logo avisar Robinson e este ficou feliz. Passado algum tempo o comandante William Hunter convidou-os para ir com ele navegar, no seu grande barco, de nome “Whitebird”.

Será que Robinson e Sexta-Feira vão aceitar a proposta do comandante?

Robinson voltará para a sua terra?

Se ficaste com curiosidade e queres saber o destino de Robinson e Sexta-Feira, lê este interessante e fantástico livro.

Filipa Jorge Ferreira